domingo, 20 de dezembro de 2015

Só os fortes têm coragem de desistir #2.



(arquivo pessoal de SCG)


Você desiste quando não há mais respostas; internas. No fervor tudo se transforma, água para vapor, basta único filete de lava, uma coisa qualquer e você continua ou permanece. 

Só os fortes desistem porque somente esses conseguem conter a fúria, o desejo, a volúpia e isso dura anos que, num piscar de olhos, parece ontem. Importa nada qualquer pergunta porque todas as respostas se foram.

Você olha o mundo com os olhos parados, nem as órbitas se movem. Tudo é sossego e calmaria. Frieza. Daí você não quer mais e isso nem machuca. 

Foi assim quando eu desisti. Todas as vezes. Ninguém irá lhe socorrer porque isso é interno e opaco. 

É um raspão no vento. Um lance só; coisa de único movimento.

Ninguém vê, nem você, mas você sabe.

E caminhará com essa descoberta de morte. Tudo então será só recordação de um tempo em que você era outro. Agora você é novo. Se houver perguntas serão outras. 


Por Suzana Guimarães