quinta-feira, 17 de junho de 2010

UM POEMA: BLUE, by LRGM

    
     Fim do ano letivo!
     Há um ano, neste mesmo 17 de junho, decidi ir ao Brasil.
    Hoje, não decido, pois, fico. E o café aguado, o queijo canastra "verde", e as xícaras e mais xícaras ficam na saudade.
     Hoje, LR chora de saudades daqui - do professor que ele tanto gostou, dos colegas que para ele não são estrangeiros, e nem ele... acho que até de si mesmo, porque acho que ele também sente saudades de lá.
    Saudades recentes, saudades antigas...
   O café vai esperar sem esfriar... os passeios no Mercado Central, as avenidas estreitas, meu pai sentado vendo televisão, as ruas apinhadas de gente, carros que não param para você passar...
     A minha mãe vai esperar. Mães sempre esperam. Mas ela não vai cantar. E nem tocar.
     Eu vou esperar toda aquela água secar. Vou esperar o tempo parar pra todo mundo poder pensar.
     Fim do ano letivo... e eu dedico este post a LR. Cidadão do mundo. Menino valente. Inglês fluente. Parabéns, meu filho, você venceu. Os louros são seus!
     Vou postar aqui, a poesia do meu menino poeta:

                                                    BLUE

  Blue is cold
        like ice
        in your refrigerator

Blue is warm
      like a jacket
      warming you up

Blue is flying
      like a parrot
      in the sky

Blue is floating
      like the sky
      above my house
                                     by LRGM