sábado, 15 de julho de 2017

Sobre ser substituível ou não



"(...)Ao longo da minha vida, ora ouvia dizer que somos substituíveis, ora ouvia dizer que não. Aprendi com elas, com todas as pessoas que cruzaram o meu caminho, que somos insubstituíveis, mas, se quisermos, conseguimos o contrário. São as pessoas que decidem se serão ou não substituíveis na vida da outra. A minha mãe é insubstituível porque ela quer ser assim na minha vida, ela faz a parte dela, ela se compromete comigo todo o tempo.


Você é insubstituível para mim porque você assim quis e assim age. Você insiste, você quer, você teima. Você me ganha todos os dias, estando você bem ou não, feliz ou não. Você faz questão de estar na minha vida e quer que eu esteja na sua. Não há quem o substitua, você não cede o seu lugar, você se faz presente, você não vive subjuntivamente, você é o momento agora, esse em que me encontrou.(...)"


Extraído do seguinte texto: clica aqui