quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Para constar


(arquivo pessoal de Suzana Guimarães)


Não adoro nenhum humano. Respeito alguns. Tenho nojo de muitos. Valorizo o milagre, o segredo, o mistério. Busco e encontro sinais e, por isso, propago. Tento cumprir a missão que demorei a entender, mas entendi e aceitei. Eu vim ao mundo por motivo certo e designado.