terça-feira, 22 de março de 2011

Você tem medo de dizer eu te amo?

26 comentários:

  1. Eu não sei se a palavra certa é medo, no meu caso. Só sei que ouvi essa frase três vezes na minha vida, vindas de três pessoas diferentes. Nada, nada que tenha conseguido mexer nas minhas engrenagens internas. Para mim, parece a todo mundo tão fácil dizer 'eu te amo', mas tão difícil fazer esse amor, e eu aqui não estou falando em fazer sexo. Refiro-me ao fazer o amor, o tanto que se dá, o tanto que se compartilha, o tanto de sacrifício, de oferta, o tanto em que se pode confiar, o tanto que se pode esperar e ter certeza de um retorno bom. Tão fácil falar 'eu te amo'... na beira da praia, olhando o mar, numa cama redonda de motel, na rede de uma varanda... tão fácil, igual a pedir perdão. Nem irei me estender quanto aos pedidos de perdão... melhor seria não ter que pedi-los, vigiar para não viver a tropeçar.

    Só sei que eu ouvi essa frase três vezes em minha vida e eu só a disse a duas pessoas, aos meus dois filhos.

    Beijos!

    P.S.: http://sylviodealencar.blogspot.com/ (amigo novo no CONTOS DE LILY)

    Foi no endereço acima que eu, hoje, agora, vi esse vídeo. Compartilho com vocês. A carinha do menino, no final, me marcou, quem sabe um dia, eu venha a mudar de opinião ou continue assim, acreditando apenas nos atos.

    ResponderExcluir
  2. tierno muito tierno amiga... e nessa edade que os amigos o mundo gira ao entorno y se termina deixando de lado o verdadeiro valor de falar con o coracao sem medos.... mais nunca nunca nunca... se debe calar o coracao y siempre deixar ele falar sem medo de dizer Te Amo..

    bela entrada parabens amiga Susana

    Abracos
    otima semana
    saludos

    ResponderExcluir
  3. Não consegui abrir o vídeo, de imeadito pensei que o espaço todo preto fosse o medo de dizer algo, neste caso, o 'eu te amo'...
    Acho que o amor existe de várias formas: o amor incondicional, o amor sexual, o amor de uma amizade, o amor por uma causa... Eujá disse várias vezes que amo e queria e quero dizer muito e muito mais, pq não tenho medo de me expor, mostrar sentimentos, mostrar o meu amor!
    Paz!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o vídeo! Acho que já vi ele em algum lugar... Hugs Mr.Chapeleiro

    ResponderExcluir
  5. ...Suzana querida,
    este tema abre espaço para muitas
    discussões.

    como por exemplo quando dizemos
    a alguém "eu te amo", e estamos
    então jogando a responsabilidade
    deste amor no ser amado que
    jamais poderá nos decepcionar.

    como eu posso decepcionar
    quem um dia me declarou amor?

    bj, querida!

    ResponderExcluir
  6. Ja tive muitos medos, tenho outros tantos,
    mas eis um medo que não tenho:dizer que amo.
    No campo amor , paixão mesmo sempre fui impetuosa.
    Mas devido a muitas questões e ter perdido a confiança nos seres(só dizia a marido e filhos) ou amigos)nunca a amigos ou familares
    Guardava isso com medo da decepção. Até que um dia, resolvi que ia dizer a meu mestre, um grande teologo que admirava meu trabalho de diretora teatral e me ajudava dando força pra meus estudos, era domingo, falaria pra ele na quinta publicamente com testemunhas e tudo. Nossa como eu estava feliz!
    Quinta noite seria o momento.
    Quinta as 11 da manha ligam pra minha casa avisando que ele sofrera um atropelamento e esta morto sobre o asfalto quente. Na hora da festa que eu diria publicamente eu a pedido da familia o maquiava para estar mais apresentavel para a despedida fúnebre.
    Aprendi a lição na pancada forte.
    Nunca mais deixei de dizer assim que percebo o quanto amo alguem em que sentido seja.
    Não ligo se piegas, se fora de moda e muito menos se acreditam dividam ou se vão me trair. Sabe Lily, o que aprendi é que não quero aquela dor mais, ver quem amei a vida toda diante de mim e por mais que eu dissesse ou gritasse: Te amo!!!
    Tempo esgotado.
    Hoje dizem q tenho pressa, mas tenho é urgência.
    Desculpe a extensão.
    Adoro aqui!
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  7. Que lindo!!!
    E, muitas vezes, podemos perder o nosso grande amor por medo de dizer "eu te amo"!!!
    Amei a carinha do Tan quando a garotinha disse que ele é o namorado dela, rsrs...
    Precisamos escolher sempre o amor!!

    Beijos Su!!!!!

    ResponderExcluir
  8. O quanto já falei “eu te amo” ?! muitas e repetiria outras tantas porem sempre lhe falei de varias formas até no momento em que sabia que tinha de deixar a pessoa que mais amei em toda minha vida seguir a sua vida pq eu não desejava acabar com tudo que foi o mais lindo que havíamos construído a amizade, fidelidade, companheirismo e acima de tudo respeito, enfim tudo o que ainda não encontrei mais, mas não queria quebrar o brilho a havia em nosso olhar, foi uma decisão difícil pra nós mas a mais certa, pois ainda hj cultivamos a amizade e compreendemos a outra forma do amar.
    Mas bem este é um assunto pra se vivenciar eternamente sabendo respeitar o significado do amar de cada um pq não a verdades sobre isso pois amor é sentir
    em minha opinião.

    Adorei a carinha do menino, sua surpresa pela declaração, já me senti assim como ele, hahaha
    Muito bom este vídeo Su

    Bjão menina

    ResponderExcluir
  9. A você, Su, eu jamais diria eu te amo. Sou lá doido de dar o pescoço à concorrência que sei que é enorme?!

    Uma delicadeza o vídeo.

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Oi Suzana...
    Parece tão simples amar e mais ainda dizer este amor.Eu já perdi as contas de quantas vezes falei, gritei ou simplesmente guardei.Amei o vídeo e só a carinha do menino valeu a noite.
    Mas vou te contar um secredo, tenho medo de amar, pois sei quando e como começa mas nunca onde vai dar e esta insegurança sempre me atormenta e me faz recuar.

    ResponderExcluir
  11. Tudo que não amor, que não têm suas qualidades, é medo.
    Por mais complexas que podem ser as coisas, em síntese o que rola é isso.

    Tudo bem, não é esse o assunto.
    Só disse isso uma vez, olhando no olho dela; pois ela reclamou que eu nunca tinha dito.
    Falar é fácil, sentir também é.

    Mas, quando falamos deste amor de casal... Sei lá..., sou meio descrente dele. Este tipo de amor é muito usado pelo marketing, é muito usado para usar... Virou arroz de festa.

    Nunca escutei de ninguém essas palavras... Acho que não dei sorte.
    :)

    Reflexo, falou bem!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Suzana,

    Nunca tive medo de dizer essas palavras mágicas.
    Óbvio que dizer eu te amo hoje, virou piada, e como disse alguém, eu te amo não é dizer bom dia.
    Eu digo que amo aos meus amigos, porque eu realmente os amo muito.
    Digo a cada minuto a minha filha, aos meus pais.
    No campo pessoal da coisa (relação homem - mulher), disse raras vezes, porque amei apenas 2 vezes na minha vida.
    De resto, digo eu te amo com todas as letras mesmoooooo. Sem me importar se as pessoas acham que tem conotação sexual nisso, etc.
    (sabe que a mente do povo tem esterco, é fértil demais).
    No mais, não consegui abrir o video (minha net a manivela tá punk - to achando que é praga do Tuca).
    Aliás, não liga viu Su, uma calúnia aquele mequetréfi espalhar por ai que to distribuindo a peste da coluna kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. A sorte dele, é que eu tbm o amo. Ele não vale nada, mas o amo.
    Apesar dele ser um mala, esse eu bato no peito pra dizer que é meu amigo.
    Meu coração é vagabundo hehehehhe

    Um beijooooooooooo!

    ResponderExcluir
  13. Amor... O amor e o amo-te.
    Dizer amo-te para aquela "pessoa" não é fácil...
    Amar é nada mais que simplificar a vida e aceitar tudo o que ela nos dá. Quando se ama, não se pensa ama-se, não sou nenhum guru, mas nunca tive amor nem de pai nem de mãe, então fui a procura dele e não falo de sexo falo de amor por amor e não falo de filhos, nem de amigos, nem de melhores amigos, falo de amor homem/mulher...
    Dizer amo-te nem sempre é preciso, basta que se tenha a coragem de seguir o sonho que segue os nossos sonhos no final o que conta é como vivemos o amor e não quanto!

    Beijos e ama...
    Não te importes se ninguém sabe que amas, mas ama. Quem desiste nunca vai saber nem nunca vai atingir a perfeição apenas porque não está preparado para isso...

    ResponderExcluir
  14. Não sei... para mim, amor é sentimento único, é um só. As pessoas separam, elas falam em amor entre homem e mulher, entre amigos, entre familiares... Para mim, o amor é o mesmo, o que acontece é que existe sexo, paixão, atração física, amor filial, amor paterno/maternal...

    O amor que já senti (tenho certeza disso), mas que não saiu em voz, sequer sussurros, não é melhor ou mais bonito que o seu, o dele, o de qualquer um que tenha se expressado, gritado, berrado, escrito, pichado nos muros.

    Eu apenas questiono o uso da frase, talvez para mim haja nela algo de sagrado, profundo e misterioso.

    Porque o amor é misterioso. O amor é para ser sentido e não explicado. A gente sente e pronto, será a entrada no paraíso ou aos infernos, ou ambos, simultaneamente. Eu já escrevi sobre isso, em "Meu tio morreu de amor", em "Eu a amo tanto", considero-o tão magnífico que escrevi que nem a Deus devo satisfações quanto ao meu amor.

    Aos meus filhos, eu já disse 'eu te amo', pego o rosto deles entre as mãos, olho nos olhos e digo, mas não faço disso rotina. Existe sempre o momento e quando ele surge, você abre a boca e diz.

    Em mim, nas demais relações, o momento não
    aconteceu, aconteceu o sentimento, mas as palavras saídas involuntárias (?) da boca, não.

    Hoje, para mim, isso aqui ficou parecendo terapia de grupo (nunca fiz, mas deve ser assim). Eu fiquei emocionada com todos vocês.

    Reflexo d Alma,

    Teu comentário fez brotar tantas lágrimas em mim... deu vontade de sentar num canto e chorar, chorar... chorar uma vida, duas, e, de novo, agora, deu vontade novamente.


    FICAREI UNS DIAS SEM POSTAR, porque o tempo que aqui dedico será ofertado aos Blogs dos amigos, de vocês.

    Beijos,

    Suzana

    ResponderExcluir
  15. Suzana,

    O vídeo é lindo, singelo, delicado, como só as pessoas inocentes sabem ser.

    Não acho que amor se apresenta de diversas formas. Amor é amor! Incondicional, inexplicável. É aquele onde a gente se entrega sem medo de se expor, sem cobrar nada em troca, amar a pessoa do jeito que ela é, sem tentar muda-la, sem constrange-la.
    O mais difícil que eu acho, nesse tal de amor, é o deixar ser amado.
    Como isso é difícil....

    bjo

    ResponderExcluir
  16. Oi Suzana

    Voltei, li o seu comentario sobre o qual a Reflexo da alma lhe deixou, então o li e realmente estou de acordo com ela, por vias não de mão unica o trem passado levou e eu fiquei sem poder dizer e penso que por isso existem tbm pessoas que dizem seus sentimentos vindo realmente de sua essencias.
    Tem uma pessoa que sempre esta a dizer
    "ou se aprende por amor ou pela dor"
    agora estou exercitando pelo amor

    Bjinhos Su

    ResponderExcluir
  17. Este tema realmente abre espaço para muitas discussões.

    Concordo com todos vocês!

    No passado, eu pequei por omissões. Certa vez, eu tive o objeto do meu amor em mãos, o que para mim era o mesmo que tocar uma estrela do céu, porque eu deixei aquele sentimento em banho-maria por anos e anos (e ele fazia o mesmo). E, eu, tão sempre muda, certa vez, por total insegurança, coloquei um terceiro naquela história (ao telefone, pelo menos isso, pelo menos não fiz a tolice de falar cara a cara). Perdi uma oportunidade de ouro de ficar calada (o que eu sabia fazer muito bem). E aí, perdi. As circunstâncias não permitiam ou não permitiram retratações. E eu fui então, por longo tempo, mastigar o fel. Aprendi na dor.

    Os treinos e as lutas no tatame, eu os comparo à vida. Apanhamos mesmo, não há como evitar ou negar. Mesmo nos treinos, quando não temos a mínima intenção de machucar, machucamos o outro. Perguntamos o tempo todo: "machuquei você?", porque não queremos isso, ficamos preocupados. Mas, machucamos e somos machucados, todo dia um pouquinho. Estou sempre com um ou dois dedos "articulando mal", com os braços, na altura dos cotovelos doloridos, nuca dura, pescoço "sentindo", coxas machucadas... e, nessa surra, vou entendendo que se eu não fizer direito, vou apanhar mais, então procuro acertar os movimentos para atingir o outro de forma que não o machuque e para me preservar de dores. E, se você pensa em qualquer outra coisa, nesse momento, você vai perder.

    Acredito que, na vida, infiltramos dados incabíveis numa situação porque precisamos convencer ou mesmo esconder fragilidades. E, como foi no meus caso, o castigo é o fel que você há de mastigar. Igual no tatame, se eu pensar em qualquer outra coisa, durante os treinos ou nas lutas, eu vou me ferrar.

    Para mim, a solução é pular. Eu nunca fui de pular nada. Mas, vivendo aqui, tão distante, as relações com as pessoas no Brasil, meus amigos e parentes, tornou-se vulnerável. Aprendi então a pular. "Vamos pular esta conversa? Pula esta parte. Pula estes dados, continua". A distância impõe isso. A circunstância prepondera sobre tudo.

    Ou você pula ou você mastiga o fel.

    ResponderExcluir
  18. minha querida! partilhamos da mesma opinião, o amor é único, é o mesmo sentimento dado, sentido, retribuido ou não, mas é o mesmo.
    não existe diferença entre amor de mãe, de pai, de irmao, de filho, de marido. amor é amor e ponto final.
    são 3 palavras sagradas e hoje banalizam tanto, usam todos os dias…
    no museu da lingua portuguesa em sao paulo eu chorei quando ouvi o santo nomde do drummond. esse poema me toca fundo.

    ResponderExcluir
  19. Assisti esse vídeo dia desses, em um outro blog que acompanho e fiquei apaixonada! Coisa mais linda ver o gurizinho encantado ao descrever a garota que ocupa seus pensamentos, né, Su?

    Eu não tenho pudor em declarar meu amor : gosto que as pessoas que amo escutem e por isso verbalizo, além de demonstrar através de atos, gestos, posturas. Amor tem que fluir, escorrer, transbordar. Pra mim tem que ser assim.

    Um beijo grande!

    ResponderExcluir
  20. A frase é milenar e é repetida ano após anos, dia após dia e meu único temor é a sua banalização, não no caso do vídeo, mas nos relacionamentos que temos vida afora e que muitos não sabem balizar os seus verdadeiros sentimentos.

    Beijo, Su

    ResponderExcluir
  21. Eu logo vi que o boa-pintinha aí acabaria se dando bem. E quantas vezes eu, por medo, perdi de andar de mãos dadas também.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Já conhecia o vídeo, Suzana. Lindo e cheio de uma coragem inocente vinda do menino! Teu comentário deu uma nova dimensão ao que revi. E tua coragem tem a força de quem assume só ter dito eu te amo às crias. Dizer eu te amo é revelar quando já estamos morando no outro. "O amor é quando a gente mora um no outro." (Mário Quintana)
    Bjo, querida.

    ResponderExcluir
  23. feliz comeco de semana obrigado sempre pela sua linda amizade y sua linda presenca y seus lindos comentarios amiga...

    saludos
    otima semana
    abracos

    ResponderExcluir
  24. Vídeo lindo!

    Mas de fato dizer "eu te amo" é fácil. Sinto-me traída quando escuto um "eu te amo" no final da tarde e a noite vejo em atos que o amor só era de fato falado, que não conseguia sentir.
    Acho que quando a gente abre a boca pra dizer "amo vc", devemos simultaneamente entender que o outro precisa se sentir amado, que apenas falar não resolve.

    Eu tenho a enorme necessidade de sentir o amor que pronunciam, preferia não ouvir mais sentir. E o ser humano é muito de emoção também, tanto que há quem até confunda, amor com tesão, paixão e...

    Pra mim amor, é o outro só de nos olhar perceber que não estamos bem, é se divertir vendo um filme numa tarde fria, é entender, é ser conivente, é somar... Preenche.

    Amor que é amor não precisa de razões... amor que é amor é apesar de...Apesar das falhas, apesar dos erros, apesar do ser amado ser imperfeito como todo mundo... mas se é amor a gent enxerga o melhor que ele pode ser.

    Quando a gente ama o caos do mundo encontra uma ordem.

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  25. Olá!

    Obrigada pela resposta!

    Foi mais ou menos o que minha amiga disse que viu na série, que aí na C.A. é tranquilo. E penso que o mundo deveria ser um pouco mais como a California, um lugar onde todos só se preocupassem com suas próprias vidas.

    Minha monografia será voltada para essa questão de adoção, estou animada, comprei alguns livros, e como o conhecimento é bom...
    Minha visão está se abrindo anda mais.

    Beijo grande e saudades...

    Espero que tenha dado tudo certo ao passar pelos vales...

    ResponderExcluir
  26. Adoro videos assim, sou uma bobona incorrigível, abraço todo mundo e digo eu te amo a todo momento e pergunto para os meus - você me ama?

    BeijooO*

    ResponderExcluir

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.