sábado, 25 de dezembro de 2010

SINE DIE



(desconheço o autor da fotografia)


Caros leitores,

Este Blog só poderá ser encontrado até aqui, temporariamente.

Aos amigos que sei que se preocupam, quero dizer que estou bem. Não estou cansada daqui, nem doente, nem triste, nem deprimida, nem sem tempo, nem sem computador e  nem com ele "dando pau", nem sem inspiração, nem sem vontade de escrever. Vocês merecem a minha satisfação, por isso estou aqui. Decidi fechar a casa, apenas isso.

O Blog ficará fechado sem previsão de volta,  mas eu continuarei visitando os amigos, lendo textos, divertindo-me, chorando e sentindo junto.

Suzana/LILY


Nota: mesma publicação, na mesma data, em Contos de Lily.



segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

A VOCÊ


arquivo pessoal


A você que por aqui passou, ficou, me leu, me lê. A você que não me leu, fingiu não leu, comeu e bebeu minhas palavras... A você que por aqui passou e me amou, em silêncio, escandalosamente, ou não, a você que aqui veio para descansar, se encontrar, se perder de vez ou somente saber de mim, matar curiosidade. A você, que por você, eu nem quis ter globo em casa, girando, para que você se sentisse à vontade, não vigiado, não controlado. A você que eu dei asas, a você que preencheu minhas lacunas, equilibrou meu desequilíbrio tolo, a você que me deu palavras, que jorrou letras com aguardente em minhas entranhas, que me enlouqueceu e me curou. A você que conheci por que aqui passou, e que cumpriu nosso destino. A você que não me quis, mas retornou dezenas de vezes, a você que me quis, num misto de querer e desgosto, a você que acrescentou sorrisos na agenda da minha alma, que se deu sem medidas ou contou, um para você, um para mim. A você que nada escreveu, nada berrou, mas eu li e ouvi. A você que me busca feito amiga ou alguém de tantas vidas...

fique em paz, esteja em paz, sinta conforto na virada do ano.

Confesso, não gosto dessa época, para mim não haveria dia no mundo para se comemorar, principalmente por obrigação, mas sim, haveria, teria que haver comemoração diária. A festa para mim é hoje, a hora é agora. Não espero os convidados chegarem, como e bebo muitas horas antes, a partir do momento em que entrego meu espírito para a festa.

A você, meu carinho, meus votos de que o ano que está chegando seja o palco, a pista, o caminho para a tua melhor valsa, luta, dança.

                                        Suzana C. Guimarães


Nota: mesma publicação, na mesma data, em Contos de Lily.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

2010

fotografia, por SCG

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

UM FUTURO VIVIDO


fotografia, por ADiniz

Hoje, estou aqui (clica no endereço abaixo):


A Ana Diniz enviou-me esta imagem e três palavras. Pediu-me um texto. Para lê-lo, clica no endereço acima.

Suzana Guimarães


Nota posterior: texto reeditado e republicado em 9 de dezembro de 2013, em Contos de Lily.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

PARCERIA

fotografia, por SCG




por ter acreditado, colhi todas as maçãs
amorosamente fatiadas
por ti
a mim ofertadas com votos de bem amada


e assim, caminho
pelas manhãs...


[não são tantas as alegrias
mas tenho sempre a ti
a velar na chama ardida
curar minhas feridas
das paixões mais vãs]


em amanhãs

(suzana c. guimarães)

sábado, 4 de dezembro de 2010

DESAFIO DOS 7

fotografia, por SCG

A Rosana Ventura ( http://zanaventura.blogspot.com/)  e a Thais Allana ( http://thaisallana.blogspot.com/ ) convidaram-me para participar do DESAFIO DOS 7.
Aceitei e espero que gostem de saber um pouco mais de mim.

7 coisas que pretendo fazer antes de morrer:

ver meus filhos adultos

aprender a fazer essa lista do "antes de morrer"

conhecer em carne e osso Saint Paul/Minnesota/USA

aprender a fazer malas

obter a faixa roxa (vai combinar com os roxos no corpo)

falar em Inglês com mais fluência que em Português (sonha, criatura, sonha)

voar novamente de ultra-leve (de preferência, na Bahia, feito a primeira vez)


7 coisas que mais digo:

neim! (não de mineiro, sou mineira)

vá que tô te vendo (típico de mineiro...)

mãe (por qualquer via, telefone e afins)

quaaalé?

merda

p. m.!

tô velha e cansada (herdei do meu pai)


7 coisas que faço bem:

cozinhar (e acho chique quem também sabe)

dormir no sofá (rimou)

cuidar dos meus filhos (podem me condenar por tudo, menos nesse quesito)

acordar sem despertador

pintar as unhas das mãos (confesso que ando preguiçosa)

perder-me com um mapa nas mãos

e que não faço bem: malas, organização de uma geladeira e contas


7 qualidades:

ser franca

paciência enorme para esperar

O&M (organização e método)

gostar de gente errada

ter medo

rir ao invéz de chorar

total capacidade de distrair-me


7 defeitos:

ser franca

total falta de paciência com o resto

O&M (organização e método)

gostar de gente errada

ter medo

rir ao invéz de chorar (naquelas horas inconvenientes ao riso)

total capacidade de distrair-me


7 coisas que amo:

chocolate (comer/beber/lamber)

jiu jitsu

nado peito (gente, não sou atleta)

Loja do Cabeleireiro (principalmente as prateleiras de esmaltes)

ler revista

peixe cru, homem nu (só pra rimar, mas não deixa de ser verdade... Porém, não juntem, aí na cabecinha de vocês, os dois, em nenhuma hipótese)

dirigir ouvindo música (prefiro rádio, pois nunca sei qual é a próxima e gosto de teclar/mudar as opções o tempo todo)


7 coisas que odeio:

tomar chá (exceto de erva-cidreira)

os roxos provenientes do jiu jitsu

todos os outros nados

Banco (apesar de que dinheiro é muito bom)

ler jornal (suja as mãos e o tamanho & encadernação incomodam-me)

comprar revista (gosto de ler as dos outros, sou pão-dura mesmo!)

televisão e telefone (exceção: falar ao telefone com a minha mãe e meus filhos, mas meu filhos também não gostam... de falar ao telefone, é claro!)

                      Suzana


Gente, não vou indicar 7 pessoas, mas gostaria que 7 amigos fizessem o mesmo.